Truckmodelismo Brasil

Foi em 1996 quando tive um choque e pela primeira vez tive contato com o Truckmodelismo.
Vi um belíssimo caminhão Aeromax da Tamiya na vitrine de uma loja no shopping West Plaza, em São Paulo.
Com 12 anos, pedia aos meus pais para sempre visitarmos o shopping para que eu pudesse admirar aquela obra de arte, um sonho pra lá de distante.
Na época ele custava R$ 9 mil, isso mesmo, e o dólar se não me falha a memória estava na casa de 1 pra 1 ou próximo.
Meu pai com muita luta acabava de comprar um Ford Fiesta 0km, por R$ 13 mil. Dava para imaginar o quanto distante este sonho estava de se realizar.
Foram dias sonhando com ele, e o adiminirando na vitrine até o fechamento da loja, alguns anos depois.

Não desisti do meu sonho, o coloquei como meta.
Trabalhei, e procurei me informar, comecei a me apaixonar e viciar por modelismo, de todos os tipos. Mas o truckmodelismo tinha um lugar especial.

Nunca mais vi um truckmodelo a venda no Brasil então procurei como poderia comprar no exterior.
Foi por volta do ano 2000 quando comecei a trabalhar em uma importadora, onde aprendi todos os trâmites envolvidos, que me arrisquei a realizar meu sonho.

Truckmodelismo Brasil

Finalmente o consegui. Mas não parei por ai.
Junto com ele fundei meu canal no Youtube, Hobby Zone, e procurei pessoas que tinham estes modelos no exterior, e consegui com elas vídeos de seus modelos para publicar em meu canal, com todas as informações em português, para difundir este belo hobby em nosso país.

De lá pra cá conheci muitos modelista, fiz amizades maravilhosas, vi e presenciei o hobby crescer e chegar a TV.

Fico muito feliz de ver onde chegou, e por fazer parte deste universo.

Não só o truck, mas sou apaixonado por modelismo.
Sempre que estou pilotando, um mix de emoções tomam conta de mim, entusiasmo de ver algo que dediquei meses e anos a construir, alegria por estar rodeado de amigos e apaixonados pelo hobby, adrenalina ao conquistar desafios, e muita paz e tranquilidade pois naquele momento todos os problemas são esquecidos.

Rodrigo Quintilio
São Paulo – SP

Deixe uma resposta